Registro de Marcas e Patentes

Registro de Marcas e Patentes

A sua marca é a identidade da sua empresa frente aos seus clientes, fornecedores e parceiros comerciais.

Costuma-se dizer que a marca é o maior patrimônio de uma empresa, afinal é com ela que a sua empresa será identificada, conhecida e respeitada no mercado.

Quando o assunto é registrar a marca, as empresas dividem-se entre 2 tipos:

  • Aqueles que não dão importância nenhuma ao registro.
  • Aqueles que dão importância ao registro, mas não sabem qual é a sua relevância.

As empresas que não dão importância ou desconhecem a importância do registro, estão sendo negligentes. Não estão protegendo seu maior bem. Existe uma expressão muito comum e popular no mercado de marcas e patentes que é “marca sem registro é marca sem dono”. Sendo assim, se algo não tem dono, nada impede que outra empresa utilize o seu nome próprio.

Apenas para efeitos estatísticos, as perdas relacionadas às marcas e patentes em países como Alemanha, Brasil, China, Dubai, Índia e Japão são estimadas em aproximadamente 4,6 bilhões de dólares. Isso acontece porque, se a sua marca não é registrada, nada impede que alguém use a sua marca, registre-a antes de você e obrigue-o a trocar de marca e identidade. Não é algo incomum. Muitas empresas recebem notificações de empresas mais novas requerendo a troca de sua marca, nome empresarial e até mesmo logotipo.

Marca e valor de mercado

Quando a marca é registrada no órgão competente, no caso o INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), ela começa a ter valor econômico. Em alguns casos, como Coca-Cola, Nike, Nestlé, Apple, dentre outras grandes marcas, a marca tem muito mais valor do que a própria empresa. Por isso, quando uma marca é registrada, o valor da sua empresa só tende a aumentar.

Justamente por isso, o investimento para o registro é infinitamente menor do que o valor gasto com problemas ocasionados por uma marca sem registro e, portanto, sem dono.

marcas

 

Não adie o registro de marcas

É comum ocorre casos em que as marcas já estão registradas e, infelizmente, não há muito o que possa ser feito sobre isso, a não ser pensar em uma nova marca. Por outro lado, existem muitos casos em que uma marca está livre para registro e é justamente quando isso acontece que as empresas simplesmente se acomodam.

Eles creem que, porque a marca está livre, eles terão todo o tempo do mundo para registrá-la e todo tempo para pensar na melhor maneira de fazer isso, o que não é verdade.

Muitos são os casos em que uma empresa descobre que uma marca é viável, começa a utilizá-la sem dar continuidade ao registro e, quando menos se espera, alguma empresa registra sua marca antes.

Portanto, se a sua empresa descobriu que há viabilidade em uma determinada marca, não adie o seu registro. Fica muito mais caro mudar a sua marca, nome empresarial do que registrá-la. Fora os prejuízos que não podem ser mensurados junto a clientes e parceiros de negócios, que podem simplesmente acreditar que a sua empresa foi vendida e, talvez, deixem de fazer negócios com você.

O registro de marca pode ser um grande diferencial competitivo para sua empresa

Além de funcionar como uma proteção (uma marca registrada está protegida), a sua marca, depois de registrada passa a ter valor.

Podemos ainda lembrar que a marca é um patrimônio de sua empresa e, como tal, pode ser locada, cedida, emprestada, vendida, dada como garantia bancária e utilizada como formadora do capital social de uma empresa.

E se você chegou até aqui sem saber os motivos por que deveria registrar sua marca, vamos resumi-los:

Proteção: a marca registrada é protegida e não pode ser copiada, nem utilizada por empresa que não tenha autorização.

Valor de mercado: sua marca, depois de registrada passa a ter valor de mercado e esse valor pode ser superior à sua empresa.

Bens de uma empresa: ao registrar a sua marca, ela se torna um bem móvel da sua empresa.

Credibilidade: uma marca registrada tem liberdade para ser divulgada e, assim, gerar credibilidade no seu mercado e em seus clientes.